Categorias
turnover

Retenção de talentos X estratégias incríveis

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Survey Monkey, 9 em cada 10 brasileiros estão insatisfeitos com o seu trabalho, dado que torna cada vez mais preocupante para o RH, deixando o desafio de reter talentos, ainda maior.




Muitas empresas concordam que o custo em incentivar um funcionário de longa data, bem treinado e capacitado para a função é muito menor do que a substituição dele, visto que esse custo pode ser de 1,5 a 2,5 vezes seu salário, dependendo do tipo de contrato estabelecido entre as partes (PJ ou CLT). 

Mas afinal, como aplicar uma estratégia de retenção de talentos na empresa?

Conheça 5 dicas que podem te ajudar a solucionar esse problema.

1. A retenção de talentos se inicia na contratação

Quanto mais compatível um funcionário é com a cultura da empresa, menores são as possibilidades de demissão. É por isso que o RH deve estar capacitado no momento do recrutamento para incluir na empresa perfis de colaboradores que sejam compatíveis com os valores da empresa.

Vale também observar o histórico do funcionário. Se ele teve muitos empregos nos últimos anos, é um sinal de que não costuma permanecer muito tempo em seus empregos, o que pode vir a ser um problema.

2. Troque o Feedback pelo Feedfoward

Muitas pessoas quando escutam a palavra Feedback, já ficam automaticamente assustadas, isso porque, a maioria das empresas oferecem apenas feedbacks negativos e olhando o que aconteceu do passado, o que deixa os colaboradores muitas vezes desmotivados. Afinal, se só existem erros, qual o motivo de permanecer naquele emprego?

Por isso, o termo Feedfoward passou a ganhar espaço nas empresas como uma estratégia poderosa para direcionar os seus talentos, principalmente quando se trata de orientar para uma visão de futuro, na qual ele analisa o comportamento do colaborador no ambiente de trabalho e reconhece quais as habilidades profissionais precisam ser desenvolvidas.

Vale lembrar que isso vai exigir da liderança uma boa visão sistêmica do negócio, da equipe e do futuro. Por isso os líderes precisam estar cada vez mais preparados e contar com ferramentais que auxiliam no incentivo e cumprimento das ações esperadas pelo seu time.

3. O ambiente é um fator relevante para a permanência

De acordo com uma pesquisa da Gallup, a grande maioria dos colaboradores, considera que o ambiente de trabalho se tornou maçante, hostil e pouco receptivo para seu crescimento profissional e pessoal.

Apenas 13 % dos entrevistados se sentem motivados no ambiente em que estão, porém, seguindo algumas boas práticas, como eliminar discursos tóxicos; estimular a diversidade, comemorar as conquistas dos colaboradores, incentivar o crescimento profissional e pessoal, organizar atividades de integração entre os times e estabelecer estratégias para lidar com conflitos internos, é possível sim, melhorar esse ambiente de trabalho.

4. Ofereça treinamentos constantes

Para que uma equipe invista no seu negócio, você deve investir na sua equipe. Desta forma é possível conquistar talentos não só mais capacitados, mas também mais motivados a propagar esse ensinamento. Afinal, oferecer treinamentos significa que você valoriza o seu banco de talentos e deseja que cresçam junto com a empresa.

5. Benefícios: um fator decisivo que vai muito além do salário

Por fim, outro ponto muito importante na atração e retenção de talentos, é entender os benefícios que a empresa oferece comparado ao seguimento. os benefícios são tão importantes quanto um bom salário.

Uma pesquisa feita pela SHRM mostrou que 92% dos funcionários se sentem realizados no trabalho por conta dos benefícios oferecidos, e hoje, cada vez mais, as pessoas têm olhado para benefícios que auxiliam no bem-estar e vão além dos ganhos financeiros, como benefícios flexíveis, academia, viagens, experiências e estudos. Isso pode ser um fator decisório na hora de decidir ficar ou não na sua empresa.

Por isso esteja sempre alerta as novidades do mercado, ofereça benefícios de acordo com metas batidas, com a participação do colaborador em treinamentos e para engajar seus talentos.

Entendendo essa necessidade, a Weex Pass criou uma metodologia fundamentada em 4 pilates:

1. Learning:

2. Performance: 

3. Rewards:

4. Experience:

Na qual o colaborador realiza um curso ou treinamentos, anexa comprovantes na plataforma, assume o compromisso de propagar esse conhecimento dentro da empresa para os colegas, assume metas para elevar os resultados da empresa com isso recebe mais saldos e premiações para novos cursos ou escolhe realizar viagens ou viver novas experiências. Gerando um ciclo de conhecimento e vivência. 



E aí, quer usufruir dos resultados que nossa metodologia tem gerado nas empresas e ainda gerar experiências memoráveis ao colaborador retendo de talentos? Agende uma conversa e descubra como podemos te ajudar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.